Rede de sebos Estação Cultural

(0 Estrelas - 0 Votos)

A história de quatro sebos do interior de São Paulo que atuam em conjunto.

Há oito anos, os irmãos Rubens e Luiz Antônio Basque abriram em Marília, São Paulo, o Sebo Universitário. A loja fez tanto sucesso que eles resolveram expandir os negócios para São José do Rio Preto, onde inauguraram o Sebo Estação Cultural em 2005 e três anos depois abriram a segunda loja na cidade. Com a compra de um lote com 40 mil obras, a dupla ficou sem espaço físico para tantos livros. A solução? Abrir mais uma loja, desta vez em São José dos Campos. Assim, hoje, os irmão Basques são proprietários de uma rede de sebos no interior de São Paulo: um em Marília, dois em São José do Rio Preto e um em São Jose dos Campos.

No total, as quatro lojas têm, juntas, vinte funcionários. Apesar de a pioneira ter um nome diferente das demais, todas mantém o mesmo padrão de loja, de mobília, de atendimento e de funcionamento. “Quisemos manter o nome para ficar organizado e fidelizar os clientes. Dessa maneira, quem comprou um livro em São José do Rio Preto e gostou, quando estiver aqui em São José dos Campos, virá à nossa loja e terá o mesmo serviço”, explica Amanda Galera, estudante e livreira, de 19 anos, que gerencia a livraria caçula da rede junto com a mãe Izanete Galera.

Amanda, divide o tempo entre o trabalho e o curso preparatório para ingressar na faculdade de Medicina. Enquanto está no sebo, ela é  responsável pelo cadastro dos livros na Estante Virtual e por responder os e-mails dos clientes. Amanda também embala os livros, posta e atualizada o acervo online diariamente. A jovem e a mãe conheceram o portal por intermédio dos clientes, que sempre perguntavam se eles estavam cadastrados no site. Por comodidade, os compradores queriam uma opção para continuar comprando no sebo sem precisar sair de casa: “Com a Estante, conseguimos divulgar cada vez mais as nossas lojas e o nosso nome fica cada vez mais forte”, diz.

Com mais de 110 mil livros no acervo das quatro lojas, o estoque de cada uma delas atende tanto a loja física quanto as vendas online. Amanda credita as excelentes avaliações dos clientes da Estante Virtual à rapidez com que o Sebo Estação Cultural atende seus clientes. Ela garante que todos os pedidos são postados no máximo até o dia seguinte da confirmação de pagamento do cliente. “A satisfação dos leitores é o que gera a fidelização”, garante Amanda.

Três das quatro lojas da rede já estão cadastradas na Estante Virtual  e a quarta será cadastrada em breve.


Quer receber dicas semanais de leitura?

Assine e receba dicas fresquinhas em seu e-mail toda semana.

Comentários

Um comentário em “Rede de sebos Estação Cultural

  • 31.08.2010 a 10:29 pm
    Permalink

    Quando fiz minha faculdade em Marília, frequentava (e muito) o Sebo Universitário. Os preços são bons e eu sempre conseguia um desconto. A dica é ir na loja nos meses de janeiro à março, pois muitos estudantes vendem seus livros ao saírem da cidade.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares