Sebo Machado de Assis aposta no comércio eletrônico

Ingressar no comércio eletrônico foi o que motivou Celso Benachio, dono do sebo Machado de Assis, do bairro da Liberdade em São Paulo, a fazer parte da Estante Virtual. Celso tem 57 anos e trabalha há 42 anos com livros usados. Começou ainda garoto, com 15 anos, e assim que teve oportunidade, abriu o seu próprio negócio. Hoje, ele possui três sebos, dois deles cadastrados na Estante Virtual. Um espaço ficou pequeno, o outro também, e quando ele se deu conta já precisava abrir a terceira loja física, o sebo Machado de Assis, que conta hoje com um acervo de 30 mil exemplares, já está com oito anos e vende livros de diversos assuntos.

A expectativa de Celso ao cadastrar mais este acervo na Estante Virtual é aumentar as vendas e se modernizar, fazendo parte do universo do comércio virtual de livros, que complementa e amplia as vendas do balcão. Uma tendência inevitável, de acordo com o livreiro. “Quanto mais livros cadastrados na Estante Virtual, mais o sebo será visto no Brasil”, diz.

Sobre a opção de vender livros usados, Celso explica de forma simples: “O livro novo está muito caro e a margem de lucro é muito baixa. Já vender livro usado é bom porque aparece de tudo: livros antigos e também modernos. Acho que a gente adquire um conhecimento maior com o livro usado”, completa. A família entrou com tudo no ramo e dois filhos de Celso dividem hoje com o pai a paixão por vender livros.

A equipe da Estante Virtual deseja boas vindas e ótimas vendas ao Sebo Machado de Assis.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares