Vídeos na Flip 2008: Qual o futuro do livro?

Série de vídeos rápidos realizados na FLIP 2008 pelo Jornal de Debates com gente famosa (e outras nem tanto) que pergunta “Qual é o Futuro do Livro?“. Entre o “bom” de Luis Fernando Veríssimo e o “brilhante” de Paulo Betti (no vídeo acima), estão vários depoimentos interessantes, reflexivos, divertidos e entusiasmados. Veja mais vídeos no YouTube.

Comentários

3 comentários em “Vídeos na Flip 2008: Qual o futuro do livro?

  • 10.08.2008 a 11:42 am
    Permalink

    Castro Alves melhor do que ninguém definiu o que é o livro. De memória vou recitar: ‘Bendito o que semeia livros. Livros à nacheias. O Livro cainda na alma, é germe que faz a palma, é chuva que faz o mar…e manda o povo pensar. Temos visto como a pesquisa do passado da humanidade, através da Paleontologia tem sido difícil. Acharam os pergaminhos (formas de livros)do Mar Morto e isso até hoje é motivo de festa! Acham desenhos em cavernas e acham que foi obra do ‘elo perdido’…e até acham que os antigos deuses eram astronautas…Encontraram em 1974 o mausoléu do Primeiro Imperador Chines onde enterrados estão reproduções fiéis de seus soldados em terracota. Até cavalos em terracota. Lamentamos até hoje o incêndio da Biblioteca de Alexandria…As letras ficam, as palavras voam. O que se sabe da humanidade é o que foi escrito e desenhado. Não há como o livro não ter futuro porque representa o andamento da humanidade através de registros. A Internet poderá ser uma forma de registrar escritos e livros. Sem o livro o homem deixa de existir porque não se acumulam os conhecimentos. Precisamos sim aprender a deletar os cupins e os bolores. Em Oséas 4.6 lemos que “O meu povo está sendo destruídom porque lhe falta o conhecimento….’. A Bíblia é a Palavra de Deus escrita em forma de livro. Bíblia é plural de livro: Bíblia = muitos livros. Precisamos sim acabar com o analfabetismo. Combater as formas de analfabetismo tão criticados pelos professores? analfabeto técnico; analfabeto funcional; Que são aquelas pessoas que lêem mecanicamente mas nada entendem do que lêem. Quem lê somente continua lendo se estiver entendendo o que lê. Como não será eterno o livro? Quem foi que levantou essa hipótese? Só pode ser um analfabeto. Técnico ou Funcional. O LIVRO veio para ficar em que pesem as mudanças de forma.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares