Livros do gigante da ficção Arthur C. Clarke na Estante

(0 Estrelas - 0 Votos)

Rendezvous with Rama“, “2001, Uma Odisséia no Espaço“, “As Fontes do Paraíso“, “O Fim da Infância“, “Um Dia na Vida do Século XXI“, “A Cidade e as Estrelas“, “Luz na Terra” e muitos outros livros de Sir Arthur C. Clarke, “um dos três” maiores escritores de ficção científica do mundo, que faleceu ontem no Sri Lanka aos 90 anos, estão disponíveis aqui no site. A maioria dos títulos com no mínimo quatro ou cinco diferentes exemplares ofertados. São mais de 700 livros de Sir Arthur C. Clarke na Estante Virtual.

Curiosidade: o editor dos últimos livros de Arthur C. Clarke, Chris Schluep, estava no Rio ontem quando soube da morte do escritor e falou, em entrevista ao blog Omnivoracious, que “era muito, muito triste, saber da morte de Sir Arthur” e que se sentia “num lugar estranho” pra saber da notícia. “Não posso deixar de pensar que sem seu revolucionário trabalho em tecnologia de satélites, não seria nem possível eu ter sabido da notícia e dar uma resposta tão imediata. De alguma forma, eu sei que ele faria piada com isso. Ele uma pessoa especial e com um senso de humor maravilhoso”.

Comentários

Um comentário em “Livros do gigante da ficção Arthur C. Clarke na Estante

  • 20.03.2008 a 2:25 pm
    Permalink

    Lamento muito a morte de Sir Arthur C. Clarke.

    Posso dizer que praticamente aprendi a gostar de ler com ele.
    Quando eu tinha 10 anos de idade ganhei de presente a edição de bolso portuguesa
    da europa-américa do livro “2001 – Odisséia Espacial”.

    Eu podia ser muito novo para compreender a profundidade daquele livro, mas o texto me
    envolveu de tal forma que eu não conseguia mais parar de ler. Depois passei a procurar por
    seus livros em português e até meus 17 anos eu já havia encontrado, comprado e lido tudo o
    que havia dele no Brasil. Depois disso foi só ficar esperando os lançamçamentos…

    Um autor que sempre cumpriu com seu objetivo: o de entreter o leitor. Isso ele sabia fazer
    como nenhum outro. A morte de Sir Arthur C. Clarke abre uma lacuna nos escritos do gênero.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares