Você já pensou em trocar o divã, os remédios e o consultório médico por uma biblioteca? E trocar a sessão de análise por uma boa leitura? Pois essa técnica existe e vem sendo testada em uma biblioteca pública de Santiago, no Chile. Segundo informa o Blog do Galeno, os resultados têm sido interessantes tanto para a saúde dos consulentes quanto da biblioteca, que viu multiplicar o número de leitores e livros emprestados.

Os leitores recebem uma “receita de leitura”, após conversar com uma doutora. Ela conversa com o paciente, faz um diagnóstico sobre seu mal e recomenda o livro mais apropriado para o caso.

O relato do caso fez sucesso entre os participantes do seminário convocado pelo Plano Nacional do Livro e Leitura (PNLL), esta semana, em São Paulo, que rediscutiam o formato das bibliotecas no país.