Biblio-jegue ou Jegue-Livro, uma maneira inusitada de difundir a leitura

(0 Estrelas - 0 Votos)

Um jegue percorre os povoados e pára embaixo de uma árvore. Essa cena, bastante comum em diversas cidades do Brasil, ganhou uma conotação diferente em Alto Alegre do Pindaré, um município do Maranhão. Lá, uma vez por mês, alguns jegues andam com jacás (cesto feito de fibra vegetal) de livros. Conduzido por leitores, eles ficam parados à sombra e os livros são colocados à disposição das pessoas. Essa espécie inusitada de biblioteca ambulante – o Biblio-Jegue, ou Jegue-Livro – foi um dos vencedores do Prêmio Vivaleitura de 2006.
Os benefícios à população da cidade, que tem 36 mil habitantes, já podem ser percebidos. Segundo o Blog do Galeno, a prefeitura vem contabilizando ganhos expressivos: caiu a repetência, caiu a evasão escolar e caiu o analfabetismo. Já seu IDH (Índice de Desenvolvimento Humano) sobe ano a ano.
Iniciativas como essa mostram que, com criatividade, é possível difundir a leitura através de mecanismos eficazes – seja via internet, como a Estante Virtual, ou através do Jegue-Livro.

Comentários

2 comentários em “Biblio-jegue ou Jegue-Livro, uma maneira inusitada de difundir a leitura

  • 03.11.2007 a 6:02 pm
    Permalink

    Quando ouço falar de iniciativas do como essa…
    Penso…Eu acredito no Brasil!! Parabéns aos criadores e divulgadores desse projeto!!!

  • 22.10.2007 a 4:25 pm
    Permalink

    Não há desculpas para não haver leitura. Se uma iniciativa simples
    como essa não pode levar as pessoas a ler mais, pq não seria
    possível com outras idéias ???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares