Projeto Parada Cultural instala bibliotecas em pontos de ônibus

(0 Estrelas - 0 Votos)
A avenida W3, em Brasília, seria como outra qualquer não fosse uma diferença estonteante: nela existem mini-bibliotecas instaladas em pontos de ônibus. Elas integram o projeto Parada Cultural, de Luiz Amorim, açogueiro, que há dois meses e meio realizou o sonho de trazer os livros para mais perto das pessoas. As bibliotecas do Parada Cultural são públicas, e qualquer pessoa, passageiro ou não, pode retirar livros gratuitamente. Durante o dia, um funcionário faz o registro; à noite, o próprio usuário retira o livro e anota nome e contato em um papel.

Com o sucesso da matriz, foram abertas mini-bibliotecas em outros quatro pontos de ônibus. Hoje, são quase dez mil livros à disposição dos passageiros. O criador explicou à Folha de São Paulo sua como surgiu a idéia do projeto: “Minha inspiração é a literatura. Se você lê grandes pensadores, Gramsci, Sartre, Nietzsche, Hobsbawn, é levado a refletir: ‘Que ação posso fazer para chegar numa sociedade melhor?”.

Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Shares